GILCA NAPIER SE DESPEDE DA FUNDARTE; WANIA MUAHAD ASSUME


A segunda-feira foi de despedida na Fundarte. A diretora Gilca Napier pediu desligamento do cargo por questões pessoais e recebeu o carinho dos servidores da instituição.

Ela será substituída por Wania Muahad, que ocupava a função de diretora adjunta da Fundarte desde junho deste ano. Anteriormente, ela era responsável pela coordenação das atividades de turismo.

Gilca iniciou sua trajetória na Fundarte como servidora concursada no cargo de professora de música. Em 2005, assumiu a direção geral da instituição e permaneceu nesta função durante 12 anos seguidos, até dezembro de 2016. Em janeiro de 2021, foi novamente convidada para ficar à frente da Fundação de Cultura e Artes.

“Decidi me retirar agora por questões pessoais, mas continuo de mãos dadas com a administração. Gostaria de agradecer a todos que contribuíram durante todo esse tempo, aos servidores e a todos os artistas. Hoje a palavra é gratidão”, pontuou a agora ex-diretora.

“Muriaé deve muito ao trabalho da Gilca e é difícil até enumerar tudo que ela fez pela arte e pela cultura da nossa cidade. Todos os projetos exitosos que a Fundarte teve nas últimas duas décadas passaram pela Gilca, e as portas da Prefeitura estarão sempre abertas para ela”, destacou o prefeito Marcos Guarino.

Durante os quase 14 anos em que ficou à frente da Fundarte, Gilca Napier liderou sua equipe em trabalhos marcantes. Dentre eles, a criação do festival Gastronomia na Serra e da feira Evaldo Calcagno; a restauração completa do Grande Hotel Muriahe e sua transformação em Centro Cultural; a abertura do Teatro Municipal Belmira Villas-Boas; a reforma do antigo Paço Municipal (que hoje abriga o Memorial) e da Biblioteca Pública; e a realização de dezenas de exposições de arte nos espaços culturais da cidade.